21 de novembro de 2016

Brasas

Suspirar, correr, observar
Falar, comer, sentir, viver.
Quanto tempo se tem a para tudo isso?
A vida acaba antes mesmo de
um cigarro se consumir em brasas
E é tudo que resta
Brasas... Cinzas...
E a fumaça que se desfaz em direção aos céus
É como os olhos que julgam a solidão
Das pessoas e das arvores que gotejam solidariedade
Sobre um mundo cruelmente seco
E tudo que resta são brasas... Cinzas...

- Renato Franco